PRESENTES DE DEUS

Tantas alegrias, tantas emoçoes. Apresento a voces Tiago 6 anos,Maria Clara 1 ano e 11 meses e Rebeca 2 meses. A Honra e Gloria e de Deus, a felicidade e as alegrias sao minhas.

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Um Chamego e Um Tok !!!


Ainda existem pais que facilitam demasiado no tansporte das suas crianças dentro do automóvel e infelizmente os acidentes acontecem mesmo… Deixo-vos aqui algumas dicas para que possam estar informados e zelar convenientemente pela segurança dos vossos filhos.
 
É preciso ter consciência de que as crianças não são pequenos adultos. A primeira regra é simples: as crianças devem sempre viajar com cinto de segurança e em dispositivo de retenção adequado ao peso e à idade. Cerca de 50% dos passageiros de trás envolvidos em acidentes são crianças com menos de 10 anos de idade.

Os sistemas de retenção, a que habitualmente chamamos “cadeirinhas”, estão divididos em vários grupos, de acordo com o peso e a idade das crianças:
Até aos 2 anos (Grupo 0/O+) : O pescoço é uma área vital a proteger. A cabeça de um bebé tem praticamente metade do seu peso total e a estrutura óssea ainda não tem resistência máxima. Para diminuir os riscos de ferimentos em caso de acidente, as crianças até aos 18 meses devem viajar numa cadeira tipo “concha” de costas viradas para a frente. É importante lembrar que a cadeira não pode ser instalada à frente, caso o carro esteja equipado com Airbag. A abertura do Aribag poderia causar ferimentos no bebé. Por isso, a Renault equipa todos os modelos com um conveniente dispositivo que permite desligar o Airbag do lugar do passageiro da frente.


Dos 2 aos 4 anos (Grupo 1/1+): Continua a ser a zona da cabeça a que merece maior atenção. As crianças devem viajar atrás, numa cadeira apropriada, viradas para a frente e sempre com o cinto apertado. Parece óbvio, mas a verdade é que há muita gente que se “esquece” e, em caso de acidente, as crianças são projectadas contra as costas dos bancos da frente, com consequências muito graves.

Dos 4 aos 10 anos (Grupo 2/3): O cinto de segurança do veículo continua a não ser suficiente, devido à altura das crianças, além de que pode causar lesões abdominais. O chamado assento elevatório permite a utilização segura do cinto de três pontos de fixação. A zona pélvica fica correctamente posicionada e o risco de ferimentos é reduzido em 30%.

Chamego no de voces ! 


Fonte:coisas para criança.com

3 comentários:

disse...

Chameguinho, meu filho veio m ver com a família!!! Tô feliz!!! Amo vc!!! Eu vi meu bb!!! Bjssssssss

Lucimar Sant`Ana disse...

Querida, eu estou apenas respondendo aos meus amigos. Ainda ñ escrevi um texto, estou de férias e logo publicarei um texto sobre o que vivi nestas férias. Escrevi só no meu outro blog.
Obrigada por ter me visitado a e adorei o chamego da vó.
Beijos.

Zezinha Sousa disse...

Olá, vovó coruja, eu também sou, faço parte do seu time. Passando pra deixar um beijinho pra essas fofuras e um abraço forte pra vc.
Bjos!!!!

p/refletir...



O menino olhava a avó escrevendo uma carta.
A certa altura, perguntou:
- Você está escrevendo uma história?
A avó parou a carta, sorriu, e comentou com o neto:
- Na verdade estou escrevendo sobre você.
Entretanto, mais importante do que as palavras, é o lápis que estou usando. Gostaria que você fosse como ele, quando crescesse.
O menino olhou para o lápis, intrigado, e não viu nada de especial.
- Mas ele é igual a todos os lápis que vi em minha vida!
A avó diz:
- Tudo depende do modo como você olha as coisas.
- Há cinco qualidades nele que, se você conseguir mantê-las, será sempre uma pessoa em paz com o mundo.
Primeira qualidade: você pode fazer grandes coisas, mas não deve esquecer nunca que existe uma mão que guia seus passos. Esta mão que podemos chamar de Deus, deve sempre conduzi-lo em direção à sua vontade.
Segunda: de vez em quando, eu preciso parar o que estou escrevendo, e usar o apontador. isso faz com que o lápis sofra um pouco. Mas, no final, ele estará mais afiado. Portanto, saiba suportar algumas dores, porque elas o farão ser uma pessoa melhor.
Terceira: o lápis é companheiro da borracha para apagar o que estava errado. Entenda que corrigir uma coisa não é necessariamente algo ruim...
Quarta: o que realmente importa no lápis não é a madeira ou sua forma exterior, mas o grafite que está dentro. Portanto, sempre cuide daquilo que acontece dentro de você.
Quinta: o lápis sempre deixa uma marca...
Portanto, lembre-se: tudo o que você fizer na vida, irá deixar traços... Por isso, procure ser consciente de cada ação para que todos seus desenhos sejam lindos!!!
 
©2007 Por Templates e Acessorios